26 setembro 2016

Menti por uma boa causa

Quarta classe. Hora de mostrar os deveres. Mostra um, mostra outro… até que chega a vez do Quim:
-Não fiz, professora…
-Porquê?
-Estive a ajudar o meu pai…
A professora não acreditou e preparou-se para dar umas quantas reguadas.
Olhei o Quim, olhei o medo nos seus olhos… tive pena! Resolvi mentir, então:
– Professora, é verdade, eu vi o Quim a ajudar o pai no quintal.
Castigo anulado!
Quim perdoado.
E no meu coração,
Um presente dourado.
Domingos Correia, 58 anos, Amarante

Desafio Escritiva nº 12 – a escola…

Sem comentários:

Enviar um comentário