29 setembro 2015

Memórias

De volta à casa onde cresci, onde fui menina e moça, filha e neta amada. Quantas memórias!

As janelas, cobertas de colchas em dias de procissão, num colorido que embelezava o cortejo.
O sofá, assento preferido do patriarca da família, jaz agora no quintal. A velha escadaria que subia e descia, ligeira, permanece, resiste ao abandono.
A rua, agora deserta, traz -me à lembrança o som rouco da velha carrinha da Gulbenkian, a grande janela de outrora.

Joana Marmelo, 50 anos, Cáceres, Espanha

Desafio nº 98 – fotog de P Teixeira Neves

Sem comentários:

Enviar um comentário