23 setembro 2015

Chico Ardina

Roubaram  ao Chico Ardina
A sua sacola amada,
Antiga mas valiosa
Tinha uma obra sagrada!

A sacola maltrapilha
Tinha lá  muito valor,
Uma vida labutando:
Suor, amargura, amor!

Jurou vingar no vadio,
Toda a raiva, furibundo,
Ia à procura,  procura,
Atacá-lo ao fim do mundo!

Mas amigos avisaram
Do gatuno já sabido,
Amainou a sua fúria
Ao dar com todo o artigo!

No ladrão viu amargura,
Não praticou a vingança.
O idoso abandonado
Fora assim quando criança! 

Maria do Céu Ferreira, 60 anos, Amarante
Desafio nº 86 – Chico ardina sem E


Sem comentários:

Enviar um comentário