14 julho 2014

Qual quarto?

Em Milfontes, fomos aliciados, sem apelo nem agravo, pelo mais cativante pôr-do-sol do Alentejo. Era preciso encontrar albergue, e, não havendo vagas em hotéis nem em pensões, a dona de três quartos disponíveis, foi a solução. À meia-noite, fomos logo recebidos pelo espanta-espíritos da entrada. Na sala de estar, vimos o relógio parado.
– Foi a hora em que o meu falecido partiu – explicou a anfitriã, que nos tinha reservado o melhor aposento... Nem mais, o do defunto.

Regina Graça, 50 anos, Coimbra
Desafio RS nº 15 – anúncio de turismo rural

Sem comentários:

Enviar um comentário