12 março 2014

Sempre!

Sempre, tu me chamas insistentemente com voz meiga, doce e insinuante.
Sempre, eu respondo plena de júbilo esperançoso no reencontro tão ansiado.
Sempre me chamas convincente, mas quando me aproximo de ti recuas.
Sempre regresso ao meu canto desalentada por tanta incerteza e incoerência.
Sempre voltas quando desisto numa tentativa vã de anular a dor.
Sempre tu dás alento, certeza, de eternidade ao que deveria ser presente.
Sempre o meu amor se renova na confiança e na esperança.

Rosa Maria Pocinho dos Santos Alves, 50 anos, Coimbra
Desafio RS nº 11 – 7 frases de 11 palavras, sempre com uma palavra repetida


Sem comentários:

Enviar um comentário