30 março 2013

Que sobrinho!


Sempre atrás da chave… Todos os dias era o mesmo. Vasculhava a mala, espalhava tudo no chão e, por fim, agarrava-a vitoriosa. 
Entrou em casa, atirou as coisas para cima do sofá e… o que era aquilo em cima da mesa? Mais uma partida do António Sérgio? Torceu o nariz.
Afinal, era só um ovo de Páscoa… com a mensagem: “Peço-lhe que me desculpe…”
Sorriu satisfeita.
Pegou no ovo, mas antes de o provar, explodiu. Maldito sobrinho.

Quita Miguel, 53 anos, Cascais

Sem comentários:

Enviar um comentário