16 abril 2018

Ana Barros ― desafio RS 13

Eram três da manhã, acordo sobressaltada, parece que me caiu o chão... que sonho horrível! As lágrimas começam a escorrer-me pela face sem que eu as consiga controlar. Tinha um aperto no peito só em recordar a perda da minha tia. Invadida por uma enorme nostalgia, as palavras atrapalham-se dentro do meu pensamento. Começo a imaginar o momento em que irei de novo passar pelo mesmo por alguém que ame.
Abafo-me entre os cobertores e adormeço profundamente.
Ana Barros, 14 anos, Escola Secundária Morgado de Mateus, Vila Real, prof Sofia Doutel
Desafio RS nº 13 – … palavras atrapalharam-se dentro…

Sem comentários:

Enviar um comentário