13 janeiro 2018

Tomás Apolinário ― desafio 128

Na primeira e única gaveta onde batia deveras muito sol estava lá uma estupenda idiotice, completa, mas muito bem arquivada, que me vez ficar espantado. Não resisti e, portanto, fiquei com muitas dores na garganta. Passadas duas horas tudo finalizou com aquela ida ao rio. O Pedro enervou-se muito, asfixiou-me e fiquei com uma réstia de ar pleno de azedume. Noutro dia acordei, andei à porrada novamente com ele. Nunca aprende, por isso não lhe falo mais.
Tomás Apolinário, 11 anos, 6º C, Escola EB 2/3 Prof. Paula Nogueira, Prof.ª Cândida Vieira
Desafio nº 128 – 12 palavras com 4 no meio


Sem comentários:

Enviar um comentário