08 janeiro 2018

Elsa Alves – desafio 35

SAÍAMOS COMO OS PÁSSAROS E A AURORA.  Mas agora não... Ergueu-se a distância entre nós. Já não me entorno, sempre que viras o barco, porque já não é nele que navego. Sinto o vento na pele, o esplendor da madrugada nos meus pés descalços, a melodia das estrelas, que cintilam na noite quente. Sou eu, hoje sou eu... Reconheço-me, acordada do pântano de dor onde, um dia, me perdi...LONGO É SEMPRE O ADEUS, LONGOS OS PASSOS...
Elsa Alves, 69 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 35 – partindo de dois versos de autor
 (1º verso Olavo Bilac / último Fernando Pinto do Amaral)


1 comentário: