14 novembro 2017

Andrea Ramos - desafio 59

Não sei quando te poderei abraçar. Mesmo que não me abraces eu não chorarei. Não suplicarei esse abraço. Embora o deseje não desespero. Esperarei sempre por ele. Não me gabes a paciência! Não quero que digas absolutamente nada, vem abraçar-me apenas. E esse abraço não será o fim, acredita.
E quando acontecer não ficarás indiferente, sei.
Não conheces quem te abrace assim.
Não sabes o sabor que tem.
Não sejas louco.
Não digas que não te avisei.
Andrea Ramos, 41 anos, Torres Vedras
Desafio nº 59 – 14 vezes a palavra não


Sem comentários:

Enviar um comentário