18 abril 2017

Lia Cunha ― desafio nº 59

Hoje é o meu “dia não”: não acordo a horas. Vou tomar o pequeno-almoço, não há pão. Abro o frigorífico, não há leite. Desenrasco-me, como e vou lavar os dentes, e não há pasta.

Não estou enraivecida, mas grito:
― Credo, não há nada nesta casa! ― dizendo isto, os meus pais não ligam.
Chego à paragem, mas não há autocarro, espero, não espero até que chegue.
Não, não vos conto mais… Não, não quero acreditar neste “dia não”.
Lia Cunha, 10 anos, Faro

Desafio nº 59 – 14 vezes a palavra não

Sem comentários:

Enviar um comentário