23 setembro 2016

77x77 - Ana Paula Oliveira

Escrever é uma espécie de castigo na solitária.
É um campo de batalha onde se luta com monstros (frases feitas, ideias preconcebidas, medo da crítica e dos leitores, pânico da página branca) e com palavras (porque não cabem na frase, porque se intrometem no caminho sem serem chamadas, porque não aparecem quando são precisas).
É um trabalho de escavação profunda.
Muitas vezes, é uma fuga, um refúgio, também.

No fundo, escrever é deixar que a imortalidade aconteça.

Sem comentários:

Enviar um comentário