16 setembro 2015

O túnel

Ouvir a criação do outro lado do muro, no quintal vizinho, agitada na disputa pela comida, deixava-a num frenesim. Queria a todo o custo vê-la. Era pequenina, embora comprida, e por mais que saltasse nunca conseguia subir para o muro. Gemia a pedir colo, pois, assim, espreitava numa alegria espantosa. Um dia o pedido teve como resposta ‘espera!’. Qual quê? Esgueirou-se numa toca no chão e desapareceu. Aí vai de escavar um túnel para o outro lado.

Rosa Maria Pocinho dos Santos Alves, 52 anos, Coimbra
Desafio nº 97 – galinha de encontro ao vidro


Sem comentários:

Enviar um comentário