03 março 2015

Passando a limpo

Dobrara a esquina. Não mais deixaria que nada o atrapalhasse e quem sabe encontraria um ombro onde se aconselharia?
Passara muito tempo procurando as razões.  Acontece que, sem respostas, optou por simplesmente esquecer. Isso consolaria?
Não sabia, mas entregar-se aos problemas dos pacientes poderia ser um remédio. Iria aos Sítios conversar, ralhar, contar experiências, assim olharia sua dor através dos outros, uma saída simples, quem sabe, eficaz.
Frases reverberam, mas gestos concretos ressoam melhor.
– Conte connosco Doutor!

Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil.
Desafio nº 34 – grelha de 16 palavras obrigatórias


Sem comentários:

Enviar um comentário