18 março 2015

Gato por lebre

Restou tomar sol e poeira à beira da estrada. E rogar por uma carona. É o que dá ter olhos maiores que a barriga. Quando a esmola é grande o santo desconfia.
“Dias inesquecíveis à tua espera! Vem e traz a família! Desfruta desta aprazível fazenda!”
– E o preço?
Quase de graça!
– Ainda bem que vim só. Depois do carro e objetos roubados, foi o que restou!
– Carona!
– Carona até a delegacia mais próxima! 

Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil

Desafio RS nº 15 – anúncio de turismo rural

Sem comentários:

Enviar um comentário