25 dezembro 2014

A Aranha

Era uma vez uma aranha
Elegante e bonitinha
Que fazia a sua teia
Lá num canto da cozinha.
O menino mais novinho
Era muito seu amigo,
Sempre a mimava
E lhe dava muito carinho.
Às escondidas, devagar,
Quando todos já dormiam
Ele foi buscar a aranha
Para lhe mostrar os presentes
E a árvore de Natal,
Com as luzes reluzentes.
Que lindo... disse a aranha,
Pulando de alegria...
E quando voltou para a teia
Imaginem: já era dia!

Leonor Costa, 73 anos, Lisboa

Desafio nº 80 – o Natal da aranha

Sem comentários:

Enviar um comentário