15 novembro 2014

Miguel

Gostava de estar aí e dar-te esta rosa. Foi tecida na saudade, do teu sorriso no meu coração. Estes dias, as horas que demoram, são um eterno sentimento que se fundem nos espinhos da rosa, onde a seguro para sair do sono que se tornou o meu caminho. Queria abraçar-te com a rosa para saberes que cá também as flores te querem, as árvores, firmes estão cheias de ti e o vento fala o teu nome, Miguel.

Constantino Mendes Alves, 56 anos, Leiria
Desafio nº 26 – dedicatória para alguém


Sem comentários:

Enviar um comentário