16 novembro 2014

Costureira radiofónica

O rádio ocupava toda a casa. No sofá cinzento, Amélia amontoava roupa costurada. Dizia que não era uma artesã qualquer, não tinha uma máquina de costura eléctrica mas era uma técnica avançada movida a rádio, era uma costureira radiofónica. Aborrecia-se quando fazia uma camisa ao som de um fadinho triste, uma saia ao som de uma notícia trágica. Felizmente a maior parte da música de rádio era alegre, ritmada, assim o cansaço desaparecia pela adição de radiofonia. 

Constantino Mendes Alves, 56 anos, Leiria
Desafio Rádio Sim nº 1 – história tem de falar de rádio

Sem comentários:

Enviar um comentário