30 novembro 2014

A abelha

O ziguezaguear da abelha sempre a xingar fez ruborizar o doutor. Não havia mais nada do que fugir e gritar. Com a unha comeu o ovo de jacaré com queijo e caramelo e ficou mais animado. Aquele insecto dava trabalho. Estava agora em cima de um nenúfar murmurando qualquer coisa impercetível. Procurou no livro dos insectos o sistema, algum botão que o poderia imobilizar. Lá estava. Foi num ápice, logo o estava a enterrar. Colocou-lhe uma vela.

Constantino Mendes Alves, 56 anos, Leiria
Desafio nº 58 – tabela de 2 palavras obrigatórias para o alfabeto, uma à escolha


Sem comentários:

Enviar um comentário