22 outubro 2014

Serena, vai para a escrita

Serena, vai para a escrita
Margarida pela rua,
Vai alegre e vai segura...

Leva na cabeça ideias,
na alma, papéis de prata,
palavras raras à farta,
frases de magia cheias
de fantasia e ternura,
mais brancas que a neve pura.
Serena, vai pela rua
vai alegre, vai segura...

Inventa difíceis charadas,
aventuras entrançadas,
a sua escrita até espanta!
Vê-se nela graça tanta
que dá graça à sua vida.
Serena, regressa à rua,
Vai alegre, vai segura…
Margarida...

Isabel Lopo, 68 anos, Lisboa

Desafio nº 76 – escrever sem a letra O

Sem comentários:

Enviar um comentário