20 outubro 2014

Receita para fazer um pudim especial

Inicialmente assentar na bancada uma tijela feita de nada. Fechar as pálpebras…
Em seguida deitar, sem medir, açúcar, farinha, azeite, canela e que mais lhe apeteça.
Esquecer a habitual gemada e as claras em neve. Substituí-las através de linhas escritas energicamente, bem medidas e cheias de criatividade.
Juntar uma pitada de estrelas, chuva, cantigas de ave pequenina…
Mexer sempre, energicamente, para que a magia permaneça.
Servir depressa, a rir, a cantar…
Repetir sempre que deseje…
Despertar… talvez…

Paula Coelho Pais, 53 anos, Lisboa

Desafio nº 76 – escrever sem a letra O

Sem comentários:

Enviar um comentário