24 outubro 2014

Liberdade

Quanto tempo fazia que não caminhava assim? Aquele seria sem dúvida o primeiro dia de sua nova vida. Experimentando o sabor da liberdade, abstraiu todo pensamento que o incomodava, lembranças que fustigavam, e deambulou por horas a fio, sozinho, quase esquecido das amarras que o acorrentaram nos últimos 20 anos. Agora só um pensamento conduzia vereda fora: reencontrar Madalena, lugar onde aprisionara seu coração. Dissipar tantas saudades. Voltar ao ponto que fora interrompido. Quem sabe vidas reconstruídas.

Roseane Ferreira, Macapá, Estado de Amapá, Brasil

Desafio nº 70 – frase de palavras obrigatórias

Sem comentários:

Enviar um comentário