15 outubro 2014

Espera Compensada

A tarde ia alta e, lembro-me demasiado bem disso, todos continuávamos à espera que o milagre acontecesse.
Sem queixumes duns ou prelecções doutros, a fase acomodatícia das longas esperas ia ganhando espaço, lembro-me demasiado bem disso.  Expectantes, ansiosos, os habitantes do prédio cercados pela derrocada, logravam ver, no discorrer das horas, centelhas de esperança, que, nestas circunstâncias, são o consolo possível. 
Subitamente, lembro-me demasiado bem disso, a sirene soou, soltaram-se as competências e com elas a salvação.

Elisabeth Oliveira Janeiro, 70 anos, Lisboa

Desafio RS nº 18 – frases repetidas no texto

2 comentários: