22 outubro 2014

Encontro insólito

Num acaso insólito, um estranho interpela-a. Porquê? Curiosidade? Estranheza? Humanidade?
Fez-lhe perguntas. Muitas. Que chatice, pensou. Porra! Respondeu sempre, aparentemente, com um discurso lúcido. Desse diálogo resulta uma caminhada conjunta, almejando ela obter o que necessitava e que ele possuía.
Depois de alguns dias, contactou-a. Contactaram-se. Acedeu a uma aproximação invulgar. Desta, iniciam sozinhos, ainda, uma relação ambicionada de amizade, mas no essencial mantém-se indecifrável (?). É afecto(?). Talvez?! Assim alertou-a do nada em que se transformara.

Isabel Pinto, 47 anos, Setúbal

Desafio nº 74 – nada em que se transformara

Sem comentários:

Enviar um comentário