11 outubro 2014

Demasiado bem

Lembras-te da chuva, do perfume das nuvens, das cascatas, do pensamento derramado?
Lembro-me demasiado bem disso!
Lembras-te das gotículas lambidas do Céu, das pingas caídas de um escadote?
Lembro-me demasiado bem disso!
Lembras-te das carícias rolantes, do som gélido, das lágrimas, das letras, dos livros, das páginas?
Lembro-me demasiado bem disso!
E lembras-te de ir enroscado na chuva, a ouvir o trovejar, os sons celestes a ribombar?
Lembro-me demasiado bem disso!
E lembras-te…?
Lembro-me demasiado bem disso!

Ana Mafalda, 44 anos, Lisboa

Desafio RS nº 18 – frases repetidas no texto

Sem comentários:

Enviar um comentário