23 julho 2014

O Livro e a Moldura

Não entra ninguém nesta sala, diz o livro, na sua encadernação poeirenta, 
para uma moldura em estanho, de desenho singelo, com uma foto antiga, 
a sépia, duma jovem a dançar.
A Mariana, todos os dias, lia ou relia, uma das tuas histórias... e eu escutava-a,
enlevada.
Curioso, ela lia sempre em voz alta!
Gostava que fôssemos seus companheiros, no prazer de ler.
Os contos, terminavam sempre, num provérbio.
Atchim!!!
Saúde!
Atchim! Atchim!
Este pó acumulado, provoca-nos alergia!

Arminda Montez,76 anos, Queluz

Desafio nº 62 – dois objectos, numa prateleira cheia de pó, conversam

Sem comentários:

Enviar um comentário