31 julho 2014

Bem longe

Bem longe,
um pequeno ponto
ainda nítido no horizonte
perdido de cores e sombras.
Espaço ou luz? Flor ou aroma?
Apenas poalha dourada de ar e sal,
reflexo da manhã nascido na profundidade das ondas
na frescura azul e escura dessa planície mais bela
em que o mar se converte por dentro do olhar.
Vejo-o vogar sem pressas, não sei se hoje, ontem ou amanhã
aquele que não teve nome, apenas alma, no desfraldar da sua vela.

Paula Coelho Pais, 53 anos, Lisboa
Desafio nº 71 – frases de 2 a 12 palavras


Sem comentários:

Enviar um comentário