15 julho 2014

Ausência de Meios

No parapeito da varanda pensava no rumo da sua vida. Trabalhava numa confeitaria de empreitada, no efeito de ganhar mais uns trocos.
Mesmo fazendo isto o dinheiro não dá para pagar as contas.
Adora roupas, há 3 anos que não compra nada. Espreita as montras. Cinema; tirar férias, esquece. Resta-lhe um grupo da escola Alfeite; ocasionalmente encontram-se disfrutando do convívio; amizade.
Como alterar a vida de tédio, solidão e dificuldades monetárias?
Que poderá fazer em seu proveito?

Isabel Pinto, 47 anos, Setúbal

Desafio nº 67 – 8 palavras com EIT

Sem comentários:

Enviar um comentário