26 julho 2014

A escalada

Mesmo experimentando a solidão, ainda não tinha esquecido quem o magoou e a quem ele magoou. Já passou muito tempo desde que partiu pelo mundo foraDeambulou pelas montanhas, sozinho, em busca de remissão. Mas as saudades dela são mais fortes. As memórias dos bons momentos são todos os dias reconstruídas. Um dia, quando menos espera, vê-a chegar, do alto da escarpa. Vem suja e cansada, mas sorridente, luminosa, pela mesma vereda íngreme que momentos antes escalara.


Carlos Alberto Silva, 56 anos, Leiria
Desafio nº 70 – frase de palavras obrigatórias

Sem comentários:

Enviar um comentário