13 março 2014

Tarada

Tentava compreender: talvez doença, talvez tara; seria? Tolos comportamentos, tiranos e tenebrosos, tipicamente de temperamento torcido. Ardilava tramas malévolas. Torcidas, violentas; teatralismo temido. A tarefa de trabalhar com tal pessoa tenebrosa era terrível. 
Senti-o tarde, mas tangível corporalmente. Tramada tramou a trouxa; dissabores tácitos surgiram, talentosamente urdidos. Taciturna, replicou; tareia feia; tabefes verbais; tão impróprios; tão necessários. Talentosos?! Não tinha certezas. Terminados?! Talvez!
De tarouca tornou-se temida pela tarada. A tortura tendenciosa sofrida talvez seja traiçoeiramente inesquecível.

Isabel Pinto, 47 anos, Setúbal
Desafio nº 61 – palavra sim, palavra não começada por T

Sem comentários:

Enviar um comentário