11 março 2014

Quando partes

Quando partes, deixas-me frágil, inútil, como se fosse um trapo velho...
Quando partes, sei que os fantasmas vão atormentar as minhas noites...
Mas quando oiço os teus passos, sei que te vou perdoar...
Quando voltas, o teu riso fácil reconcilia-me com a minha vida...
Quando voltas, é como se o vento apagasse as minhas mágoas...
Quando voltas, trazes a segurança de quem sabe que é esperado...
Mas que farás, quando voltares e só encontrares a minha ausência?

Isabel Lopo, 68 anos, Lisboa

Desafio RS nº 11 – 7 frases de 11 palavras, sempre com uma palavra repetida

Sem comentários:

Enviar um comentário