27 fevereiro 2014

Não!

Não!
– Vá lá!
Não é não!
– Sempre não!
– Começa por merecer.
– Queres falar em merecer?! Não!
Certa manhã, depois de um telefonema, foi em direção ao quarto.
Não posso acreditar! Não vais às aulas há 3 dias! Quero uma explicação!
Não! Não atendeste o telemóvel! Não vens a casa. Não te passou pela cabeça que possa ter acontecido algo? Telefonaste? Não! Não queres saber!
Pensativa, saiu do quarto.
Mais do que dizer não, teria de estar presente.

Amélia Pessoa, 40 anos, Suíça

Desafio nº 59 – 14 vezes a palavra não

Sem comentários:

Enviar um comentário