17 fevereiro 2014

Fugidos da infância

São jovens fugidos da infância, de inocência perdida.
Chutados das escolas, cedo aprenderam a dureza da vida.
A receita para os conquistar, deu-a a raposa ao Principezinho: cativar.
Gastar palavras a rodos e com sorrisos misturar.
Fazer festas na cabeça, tocar num braço ou num ombro e remexer o coração.
A campainha tocou? Não olhar para o relógio e ouvir todas as histórias com atenção.
Deslaçar nós cegos-surdos-mudos. Criar laços apertados, deixar a carência vazar.
Desafiar. Estimular.

Ana Paula Oliveira, 53 anos, S. João da Madeira 

Desafio RS nº 10 – uma receita em 77 palavras

Sem comentários:

Enviar um comentário