18 fevereiro 2014

A Minha Receita

Ao acordar, um enorme bocejo e uma, também grande, espreguiçadela.
Olhar o tempo e sentir-se feliz, por ter mais um dia para viver.
Terá que o fazer com um sorriso, compreensão, muito amor.
A chuva, as folhas que tombam das árvores, não podem afectar-nos.
Há que vislumbrar beleza, naquilo que nos rodeia,
Depois duma chuveirada e dum bom pequeno almoço, eis-nos dispostos para a luta.
O dia termina e, verificamos que valeu a pena viver com alegria!

Arminda Montez, 75 anos, Queluz

Desafio RS nº 10 – uma receita em 77 palavras

Sem comentários:

Enviar um comentário