12 dezembro 2013

Uma espera insuportável

Não era só um simples cacifo. Era O cacifo.
Os meus passos, pequenos, nervosos e apressados, percorreram todo aquele corredor cheio de humidade.
O cheiro nauseabundo que vinha lá de cima invadia todo o corredor, tornando o meu andar demorado e aquela espera insuportável.
Lembrava-me perfeitamente de todo o êxtase que senti quando finalmente meti a chave na ranhura do cacifo, rodei, e abri aquele que viria a ser o meu companheiro durante todo o ano letivo.

Laura,11 anos, Oeiras. Externato Marista de Lisboa

Desafio RS nº 8 – juntar cacifo, cheiro a humidade e êxtase

Sem comentários:

Enviar um comentário