14 dezembro 2013

Todos podem dar

Com este amor que me traz animação, olho a ver com angústia sem saber a razão. Ao ver uma pessoa sem nada, sem nada poder dar, dei uma coisa que todos podemos dar, um sorriso de bondade que lhe traz felicidade . Mais à frente, vejo com frieza como o homem trata a mulher, e com tristeza deixo ficar pobre mulher desamparada sem eu poder fazer nada, vim fazer frente salvei-a e ela agradeceu com um obrigado.

Beatriz Braz, 10 anos 5ºG, Colégio Dinis de Melo – Amor

Desafio nº 45 – emoções por ordem alfabética

Sem comentários:

Enviar um comentário