18 dezembro 2013

O que quiserem…

Sabe que, os antuerpenses falam sem saber um bocadinho português. Dia a dia iniciam espontaneamente, seja em alegria, seja em espanto, com a interjeição "Amaai". Ora, já ouço você dizer, isto não é português. No entanto, a palavra chegou a Antuérpia junto com as naus carregadas e os piedosos comerciantes da casa de Portugal no século dezasseis, e foi pronunciada exatamente como "A mãe (de Deus)". Claro, perdeu a sua significação, mas a expressão está bem viva.

Theo DE Bakkere, 60 anos, Antuérpia-Bélgica

Desafio nº 41 – a propósito do Dia do Livro

Sem comentários:

Enviar um comentário