27 dezembro 2013

Inacessível

Olho para a minha prenda com grande laço brilhante que jaz por baixo da árvore Natalícia. O meu pensamento desvia-se para a festinha do ano passado. O meu irmão ainda estava presente, fitava petrificado em frente, inacessível a qualquer emoção. Olhos mortos. Demência e afeição um pelo outro são insuperáveis grandezas, carinho e um nada de reconhecimento. A época de Natal é para pensar nos outros e ter uma atenção extremosa com aqueles que se tornaram inacessíveis.


Theo De Bakkere, 60 anos, Antuérpia, Bélgica
Desafios nº 28 e 29 – Natal e Passagem de Ano

Sem comentários:

Enviar um comentário