18 dezembro 2013

Desnorteio

Perdi o raio da chave do cacifo no meio daquela confusão. Que parvo que sou. Como me pude distrair a ponto de, agora, não saber o que fazer. Qualquer sensação de êxtase que possa ter sentido esfumou-se no instante em que levei a mão ao bolso direito. Que nervos. Como se não bastasse escapuli-me para um recanto cujo cheiro a humidade me desnorteia ainda mais. Que faço? Não posso rebentar a porta. Denuncio-me se o fizer. Triste.

Carina Leal, 30 anos, Coimbra

Desafio RS nº 8 – juntar cacifo, cheiro a humidade e êxtase

Sem comentários:

Enviar um comentário