22 outubro 2013

Vitória

Ele, aluno mediano, era fulgurante no jogo de basquetebol.
Naquela tarde dalguma tristeza, com o pensamento ancorado na mãe, em cama de hospital, encestar tornara-se custoso, no seu posto de Ala e apesar dos hábeis afundanços.
Viu o pai na assistência... a mãe estava a recuperar.
De posse de bola e num lampejo de motivação, correu, driblou nos restritivos segundos, dardejando a bola que, certeira, varou o cesto  adversário, assinando a vitória que, recompensado, à mãe dedicou.

Elisabeth Oliveira Janeiro, 69 anos, Lisboa

Desafio nº 53 – uma imagem, bola de basquetebol (literal ou metafórica)

Sem comentários:

Enviar um comentário