21 outubro 2013

Sussurro

No sussurro das árvores ouvimos o vento, que rodopia através de ramos, e admiramos a maleabilidade com que elas se moldam à sua força.
Por vezes, sopra com subtileza, quase como uma carícia. Noutras alturas, chega desenfreado, arrancando flores e frutos e deixando o pomar com sentimento de perda.
Mas, nem assim elas se vergam. Persistem orgulhosamente de pé, esquecem os pedaços que o vento levou e almejam já os novos frutos, que pesarão nos seus ramos.

Quita Miguel, 53 anos, Cascais

Desafio nº 53 – uma imagem, bola de basquete (literal ou metafórica)

Sem comentários:

Enviar um comentário