10 outubro 2013

Escrever

O que me havia de dar: com esta idade e a sonhar em ser uma escritora, de renome no país. Tudo aconteceu bruscamente, como se a vida me tivesse acordado de um coma profundo. Agora que descobri que exististe, mãe. Dizem que eras linda, muito linda. És tu que guias a minha pena, enquanto a cidade dorme.
Ah, se tu soubesses, Pilar, tanto amor ficou por partilhar; se tu soubesses, Mãe, a dor contida no meu peito.


Paulina Salvador, 45 anos, Viana do Castelo
(história sem desafio)

Sem comentários:

Enviar um comentário