20 outubro 2013

Bola de sabão

A bola subia, subia e não mais parava de subir. O céu é limite.
As regras existem para serem quebradas e nem sempre o ritmo se mantém. Passar, correr, bater e encestar! Que monótono…
Importante é a adrenalina a crescer. A euforia a vibrar, os gritos da vitória no final.
Quando correr é gatinhar pela casa fora, as vitórias são vividas com maior intensidade. Tudo é espetáculo, até uma bola de sabão que se desfaz no ar!

Alda Gonçalves, 46, Porto

Desafio nº 53 – uma imagem, bola de basquete (literal ou metafórica)

Sem comentários:

Enviar um comentário