22 outubro 2013

Ai, Robertinha...

Pequenina, mas uma bola! Um dia teria uma grande. Agora podia treinar. O pai repetia-lhe «insistir, nunca desistir»; «errar alimenta»... Sem cesto, utilizava a cadeirinha da irmã que nasceria em breve. Falhou, falhou, acertou!…, Falhou, acertou!…, Acertou! Tornou-se um craque... Finalmente!, uma bola grande e um cesto. 
Robertinha nasceu. 
Quis exibir-se. Lançou a bola… Pesada! Cesto altíssimo! Falhou. Mais força… Acertou no carrinho. Robertinha teve a sua primeira epistaxe e chorou desalmadamente! Desistir?, nunca! Lançou a bola... 

Fernanda Gomes, 45 anos, Lisboa

Desafio nº 53 – uma imagem, bola de basquetebol (literal ou metafórica)

2 comentários:

  1. Ai ai! Robertinha! Tive de vir ler, tem o nome da minha filha e é tão invulgar!

    ResponderEliminar