16 maio 2013

Saudade


Saudades do pai, saudades tuas, é incrível!
Nunca tinha sentido saudades de nada nem de ninguém, agora não sinto outra coisa...
Quero o meu pai!
Quero a minha irmã!
Disseram-me que já devia saber – já tinha tido uma morte apesar de estar viva...
Nunca tinha pensado assim!
Mas é verdade, Gena, o que eras já se foi, só o corpo ainda aqui anda!
Não quero estar triste...
Quero aprender a viver...
Quero deixar de sentir só SAUDADES!

Maria Anjos - 57 - Barreiro

Sem comentários:

Enviar um comentário