20 maio 2013

São Pedro


A chuva parara, mas aquelas gotas que, num ritmo cadenciado, se desprendiam do alpendre ditavam que: ondas? Só nas poças.
O calor tórrido da véspera fizera-a antever um dia à beira-mar. Acordara cedo, vestira-se a preceito, mas bastara-lhe abrir a porta para descobrir que as nuvens haviam tomado conta do céu, e o termómetro recusava-se a ultrapassar os 15 graus.
Recuperada a camisola de inverno, meditou em busca de explicação. Só encontrou uma: São Pedro é bipolar.

Quita Miguel, 53 anos, Cascais

Sem comentários:

Enviar um comentário