23 maio 2013

Mensagens assim, que me tocam


Assim que a vi reconheci na doçura do seu olhar e na sua serenidade a Margarida que imaginara. Foi como se a conhecesse de uma vida inteira.
Duas vezes por mês passou a fazer parte das nossas vidas partilhando connosco o gosto pela escrita criativa. Anima-nos nos dias em que as palavras derrapam nos nossos teclados, e aconselha-nos com aquele seu jeito especial a melhorar os pequenos esboços que escrevemos...
Por tudo isto, um MUITO OBRIGADA, MARGARIDA!

Isabel Lopo, Lisboa

(Desculpem, fui apanhada de surpresa por uma aluna que se tornou amiga, obrigada eu, Isabel)

Sem comentários:

Enviar um comentário