23 maio 2013

Mami

Minha Mami
Acordei, olhei o espelho, disse: bom dia, vida.
Abraço cada novo amanhecer com fé, determinação e feliz como me ensinaste
Garota sem amor, casa, família, rádio, brinquedos, sonhos, era eu.
Sempre vou querer beijar-te as mãos, aconchegar-me no teu abraço, ouvir-te dizer: estou aqui.
Os meus dias são reflexo do teu amor e do tanto que te estou grata.
Sei que não me puseste no mundo, mas amo-te demais, minha mãe querida de coração.
Obrigada.

Madalena Gomes, 59 anos, Barreiro

Sem comentários:

Enviar um comentário