25 maio 2013

E a tua?


Na minha floresta foram nascendo muitas árvores. Contei 77 duma vez. Tinha uma floresta dentro de mim. Senti-me muito, muito perdida?
Predispus-me então a fazer um caminho: observá-las a todas, senti-las, cheirá-las, a conversar e  ouvir as suas histórias. Até que descobri que aquela floresta densa e assustadora só tinha um tronco com vários ramos folhas e flores. E hoje é um dia feliz. Encontrei a minha árvore. A minha árvore afinal sou eu. Encontra a tua!

Isabel Figueiras, 42 anos, Setúbal

Sem comentários:

Enviar um comentário