13 maio 2013

Até sempre


Para o meu querido, ausente amor, quero que me oiças, onde quer que estejas. Não te esqueci, não te esquecerei nunca. A tua cadeira, o teu espaço, o teu relógio estão sempre comigo, a minha grande companhia. Não posso ver a tua foto, mas tenho a tua imagem dentro de mim. Ainda somos os mesmos jovens apaixonados de há 58 anos. A vida não mudou os nossos sentimentos. Amo-te e continuarei a amar-te. ATE SEMPRE MEU AMOR.

Maria Antónia, 81 anos, Barreiro

4 comentários:

  1. Até sempre,
    a frase mais dita pela minha avó, sempre que a iamos visitar. Até sempre expressão que nós preferimos adoptar para nos despedirmos daqueles que amamos. Tenho pena que a minha mãe esteja a sofrer tanto. Tenho pena de estar a sofrer tanto pela perda do meu pai. Ainda bem que ela consegue expressar o amor que sente....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão. Custa muito sofrer e o tempo parece que nos deixa sem pontes para o que vem a seguir, mas é muito saudável que se diga, pense e sinta o que a sua mãe escreveu. É mesmo uma homenagem ao amor.
      Um grande beijinho

      Eliminar
  2. E é bom saber que os nossos mortos só viraram a esquina da estrada em que estamos. Estão lá. Só não os conseguimos ver com os olhos. Obrigada, Maria Antónia, por me dar a possibilidade de voltar a ter essa certeza. De voltar a essa memória. "Até sempre" ... essa frase em aberto!

    ResponderEliminar